Oi meus amores,

Como prometido no Instagram hoje trouxe várias dicas de vinhos para confraternização, ceia natalina ou outras ocasiões. Tentei ser bem democrática no preço e priorizar vinhos com custo-benefício bom para todos ok?

A ordem que estou postando não diz respeito a qualidade, nem nada.. é independente isso.

1 – La Finca Oak Aged Malbec 2016:

Vinho de Mendoza, Argentina. Bom custo beneficio, simples mas com equilíbrio certo. Acidez média, coloração rosada, toque de baunilha e fruta explosiva. Aquele vinho que é para apreciar cada gole. Final curto e taninos redondos. Um vinho jovem que custa na faixa de 40 reais. 

 

2 – Oops Gran Reserva Carmenere:

Do Valle Central, Chile. Um blend maravilhoso de CF e Carmenere. Coloração rubi intenso. Frutado mas com baixa persistência. Aromas adocicados de frutas vermelhas, morango e cereja. Muito aveludado. Recomendo. Faixa de preço: 60 reais.

 

3 – Petit Pinotage 2014:

África do Sul. Um dos meus vinhos preferidos do momento, meio seco, macio, leve, frutado, saboroso e fresco. Coloração: Rubi intenso com reflexos violáceos. Frutas maduras, amora, ameixa e cereja. Preco: 60 reais na Aprecciatte.

 

4 – Terra de Xisto:

Vinho Português. Cor rubi, o aroma denota juventude, aroma de frutos silvestres maduros. Na boca é muito suave, é um tinto honesto com bom equilíbrio de conjunto. Custo beneficio maravilhoso, média de preço em torno de 30 reais.

 

5 – Kumala Merlot Pinotage 2016:

África do Sul. Um dos meus preferidos também. Apresenta médio-corpo, textura macia, muita fruta negra madura, chocolate negro, especiarias e boa persistência. Na Aprecciatte custa 50 reais.

6 – Alamos Malbec 2016:

De Mendoza, Argentina. Um dos meus queridinhos meeeesmo! É um dos mais emblemáticos vinhos da Argentina. Seguindo a tendência mundial de vinhos mais gastronômicos e menos alcoólicos. Vinho equilibrado e fino. elegante e sofisticado. Fácil de beber. Custa 89 reais na Aprecciatte.

 

7 – JP Azeitão:

Vinho Português. JP é a linha de entrada da vinícola, com a proposta de consumo rápido e jovem, o vinho é um corte de 60% Castelão, 30% Aragonez e 10% Syrah. Lágrimas finas, levemente coloridas e rápidas compunham o conjunto visual.  Taninos finos, quase imperceptíveis, acidez um pouco baixa mas sem desagradar e corpo de leve para médio. O final de curto para médio. Um vinho simples, sem defeitos e que deve agradar até as pessoas que não são consumidoras costumeiras de vinho, pois tem aquela sensação de dulçor durante a degustação.

 

8 – Leon de Tarapacá:

Valle Central, Chile. Bom corpo, equilibrado, de grande estrutura, paladar de potência média e retrogosto largo e complexo. Seus taninos são maduros e potentes. É um vinho excelente, porém não é tao fácil de agradar a todos. Preco médio de 50 reais.

 

9 – Tantehue Cabernet Sauvignon:

Valle Central, Chile. Coloração rubi intenso e brilhante. Aromas frutas vermelhas e negras, como framboesa, ameixa e amora. Na boca se apresenta de forma equilibrada e suave, com frutas vermelhas e negras. Tem final limpo, elegante, equilibrada e suave, com frutas vermelhas e negras. valor: 30 Reais em média.

 

10 – Dom Candido Merlot e Cabernet:

Brasil. Vinho fino tinto seco, elaborado 50% a partir de uvas selecionadas da variedade Merlot e 50% a partir de uvas selecionadas da variedade Cabernet Sauvignon. De cor vermelho rubi, aroma frutado, algo de especiarias e com uma pequena percepção de carvalho. Encorpado na boca, com final bem persistente.  Em média de 50 reais. Um dos meus preferidos também.

 

E é isso gente, espero que tenham gostado das dicas. Só selecionei 10 dessa vez, mas aos poucos vou liberando mais dicas. Esperem os posts de vinho branco, rose e espumantes também.

Do ladinho direitinho, aqui do blog, vocês encontram um banner da Grand Cru, só clicar lá e aproveitar os preços maravilhosos, sem falar no frete grátis para todo país.

Beijos.